ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



15.4.10

Quá-quá.




Confesso que nunca tinha feito um arroz de pato à séria, do princípio ao fim, cozendo o bicho todo, desfiando-o, usando a água de cozedura para o arroz...
No fim-de-semana alargado de Páscoa, finalmente consegui fazê-lo.

Acho que também já vos deve ter acontecido: termos visto uma receita ali ou acolá, nos nossos livros e revistas mas, na hora da verdade, já não sabemos bem onde foi, não temos tempo ou paciência para procurar e vai de fazer de cabeça.
Foi o que se passou. Remexi a memória, troquei umas ideias com a minha sogra, companheira de muitas das minhas estreias culinárias, e saiu este saboroso arroz de pato.

Arroz de Pato
(para 7/8 pessoas)

1 pato
2 cenouras
1 molho de salsa
2 cebolas
3 dentes de alho
3 linguiças
Queijo mozzarella ralado ou outro que gratine bem
Arroz agulha para 8
Azeite
Bacon
Sal
Queijo ralado


Cozer o pato em água abundante com sal, uma linguiça, a salsa, uma cebola e as cenouras (alho-francês também ficava bem, mas não tinha), o que deve demorar cerca de 1h30 em panela normal. Retirar e escorrer o pato, deixando-o a arrefecer.
Entretanto, colocar num tacho um bom fundo de azeite, uma cebola picada e os dentes de alho também picados e bacon partido aos cubinhos.
Deixar alourar bem e juntar o arroz, 'fritá-lo' durante cerca de um minuto e juntar a calda de cozer o pato, ainda bem quente, na proporção do dobro do arroz. Provar e rectificar o sal, se necessário. Assim que voltar a ferver, colocar o disco ou o gás no mínimo, tapar e deixar cozinhar por cerca de 10/15 minutos
(pelo menos é este o tempo que funciona comigo em disco eléctrico).
Quando o pato já estiver morno, desfiá-lo.
Misturar os pedacinhos de pato com a maior parte do arroz, colocar a mistura numa travessa de forno e cobrir com uma camada só de arroz.
Espalhar queijo ralado e rodelinhas de linguiça
(aproveitar a que se usou na água de cozer o pato) e levar ao forno pré-aquecido nos 200º durante aí uns 20 minutos ou até o queijo estar gratinado e a linguiça levemente tostada.

O arroz não ficou escuro como muitas vezes se vê nos restaurantes, cor que julgo dever-se a um estrugido bem puxado. Esta versão é mais saudável e foi bastante elogiada pelos comensais :-)

6 comentários:

gasparzinha disse...

O aspecto está bem tentador!
Parabéns!

O da minha mãe é de tal forma perfeito, que nunca me atrevi a fazer em casa...

Beijinhos

Anónimo disse...

Esta é mais ou menos a minha receita. A escura dos restaurantes não gosto....

Marina disse...

Adoro arroz de pato! Já não faço há algum tempo...
Gosto de lhe juntar umas sultanas...
Beijinhos.

colher-de-pau disse...

Gosto muito de arroz de pato e este está com excelente aspecto!
Beijinhos e bom fmi de semana.

Ana disse...

eu costumo colocar um pau de canela quando cozo o pato e outro pau de canela quando faço o arroz.

Toda gente gosta. Fica diferente. Mas muito bom.

O teu está bem tentador!

LO disse...

Mais uma receita tua que segui, desta vez no aniversário do Sérgio. Ficou óptima.