ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



27.7.10

O cupcake gigante da I.





A minha sobrinha I. adora cozinhar.
Sobretudo bolachas, queques e sobremesas.
Fez anos a semana passada e fiz-lhe esta surpresa.
Por incrível que pareça, este foi o bolo mais simples de decorar até agora.
E não me pareça que o segredo esteja na prática.
Como não era muito grande e pude cobri-lo por partes, revelou-se bem mais fácil e rápido, uma vez que não tinha de esticar e esticar até ter pasta para cobrir o bolo todo de uma vez!

Por dentro, era de cenoura e laranja e foi todo barrado a chocolate. Assim, mesmo depois da capa retirada e descartada (não gosto que as pessoas comam a pasta de açúcar), ficou um gostinho suave a chocolate, que combinou muito bem com a cenoura e a laranja.

Aqui fica a receita do bolo, que veio na Teleculinária Especial nº31 (Abril 2008), com ligeiras alterações.

É francamente delicioso e fica igualmente bem recheado e coberto de chantilly.

Ah, resta dizer que a forma é da Wilton, comprada aqui.

Bolo húmido de cenoura e laranja

180 g de açúcar mascavado
200 g de farinha
200 g de cenoura ralada
Raspa de 1 laranja

3 ovos
120 ml de óleo
Sumo de 1 laranja
1 colher de chá de fermento em pó
1 1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de café de canela
1 colher de chá de noz-moscada
Óleo ou manteiga para untar a forma


Para a calda:

Sumo de 1 laranja
Sumo de 1/2 limão
50 g de açúcar mascavado


Pré-aquecer o forno nos 180º e untar a forma (a receita sugere que seja rectangular de 25 cm x 15 cm).
Bater os ovos com o açúcar, o sumo de laranja e o óleo com a batedeira eléctrica durante cerca de 4 minutos.
Juntar a farinha, o bicarbonato de sódio, o fermento, a canela e a noz-moscada, misturando bem, sem bater.
Adicionar a raspa da laranja e a cenoura ralada
(usei a Bimby, mas pode usar-se um raspador ou ralador tradicional), verter para a forma e levar a cozer durante cerca de 30 minutos (espetar um palito para confirmar a cozedura)
Desenformar para o prato de servir (como vai ficar muito húmido depois é difícil transferi-lo). Picar o bolo com um palito enquanto ainda está quente e regar com a calda, que se faz misturando bem todos os ingredientes.

Fica bom coberto com chocolate ou com chantilly polvilhado de canela. Quanto mais fresquinho, melhor
(mas se decorado com pasta de açúcar não pode ir ao frigorífico).

Já não devo ter tempo para colocar aqui mais sugestões antes de ir de férias. O Lume vai ficar, por isso, ainda mais brando. Lá para os finais de Agosto, espero poder espevitá-lo.

5 comentários:

Lisete disse...

Está lindo e pela descrição da receita deve ter ficado uma delícia. Fiquei fã da loja onde compraste a forma. Pena que não dê para comprar online :(

Babette disse...

Umas óptimas férias!....
beijinhos
Babette

moranguita disse...

hum que rica desp+edida antes de ferias
adorei
boas ferias
beijocas

america disse...

maravilha
fiquei com agua na boca
voltarei sempre

Anónimo disse...

Olá
Este domingo o meu piolho fez 2 anos. Resolvi experimentar esta receita para o bolo de aniversário. Fiz duas doses numa forma quadrada, que se montou recheado e coberto de um fina camada de glacê de chocolate de corado com o "comboio Tomas". Ficou optimo!!! Todos adoraram....definitivamente uma receita de sucesso a repetir! Obrigado por partilhar... Susana F.