ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



11.2.14

I'm in heaven...



















Esta é daquelas receitas que eu ainda não teria experimentado se não tivesse a minha rodolfa.
Bater uma quantidade gigantesca de claras com batedeira eléctrica sem apoio e depois ainda ter de incorporar, em seis vezes, a farinha naquela montanha de claras, é uma tarefa demorada e cansativa.
Este é por isso um bolo para fazer com calma e com tempo, do princípio ao fim.
Mas não se assustem nem desmotivem, porque vale cada minuto de dedicação!

A primeira vez que provei angel food cake ou 'bolo de anjo' foi através da minha amiga S., cuja cunhada é perita em doçaria e faz este bolo na perfeição. Em conversa, chegámos à conclusão de que a receita do Martha Stweart's Baking Handbook era muito parecida, e foi essa que eu segui.
A ideia do doce de ovos parece-me bem portuguesa e é assim que a cunhada da S. costuma servi-lo.
O que faz todo o sentido, pois desta forma dá-se uso às gemas que sobram.

Fica um bolo leve, macio, com uma textura muito diferente de qualquer outro bolo que já tenha comido. Faz-me lembrar miolo de pão de forma branco, mas em bom! Ou uma espécie de pão-de-ló de claras. É mesmo bom.

E como é uma massa neutra, é bastante versátil, podendo ser servido com diferentes coberturas. Já estou a imaginá-lo no Verão, decorado com coulis de framboesas e frutos vermelhos frescos... heaven.... I'm in heaven...















ANGEL FOOD CAKE (Bolo de Anjo)
Martha Stweart's Baking Handbook

1 chávena de farinha sem fermento
1 + 1/2 chávenas de açúcar 'superfino' (moí açúcar normal na Bimby)
13 claras L à temp. ambiente (eu usei 14 claras de ovos caseiros de tamanhos diferentes)
1 colher de sopa de água morna
1/2 colher de chá de sal
1 colher de chá de cremor tártaro*
1 colher de chá de extracto de baunilha

(chávena de 250 ml de capacidade)

Pré-aqueça o forno nos 180º.
Usando duas taças médias, peneire a farinha misturada com 3/4 de chávena de açúcar 4 vezes e reserve.
Na taça da batedeira eléctrica, bata as claras com a água morna em veloc. baixa, até ficar em espuma. Junte o sal, o cremor tártaro e a baunilha. Bater em velocidade média-alta, até surgirem picos macios, cerca de 3 minutos. Com a batedeira a trabalhar, junte o restante açúcar, colher a colher, até a mistura ficar bem espessa e brilhante, cerca de 2 minutos (não bata demasiado, não deve ficar seco).
Nessa taça, se for grande, ou transferindo as claras para uma taça maior, envolva a mistura da farinha e açúcar nas claras, com uma espátula de borracha, em 6 vezes.
Verta para uma forma grande de buraco não untada. Passe uma faca pela massa, para retirar bolsas de ar (se repararem, o meu bolo ficou com algumas), alise e leve ao forno cerca de 40 minutos, no nível médio do forno. Está pronto quando a massa estiver bem dourada e quando, se pressionar levemente com os dedos, voltar rapidamente à forma inicial.
Retire do forno e inverta a forma sobre uma garrafa ou frasco de gargalo estreito (apoiando a chaminé da forma na garrafa ou frasco), de forma a passar ar por baixo.
Deixe arrefecer completamente (cerca de 1h30/2 horas). Passe uma espátula fina à volta da forma para soltar o bolo. Para não correr riscos de o bolo ficar agarrado, passe também uma espátula estreita à volta da chaminé da forma (eu usei uma faca de manteiga). Desenforme para o prato de servir. Cubra com o doce de ovos já arrefecido e decore com amêndoa laminada torrada.

Para a cobertura:
Doce de ovos + amêndoa laminada torrada

Doce de ovos
(receita do chef Luís Francisco)

6 gemas + 1 ovo inteiro
250 g de açúcar
125 g de água
1 pedaço de casca de limão
1 pau de canela

Num tachinho,  levar ao lume a água, o açúcar e os aromatizantes (limão e canela).
Sem mexer, deixar levantar fervura. Quando começar a borbulhar (bolhas grandes em toda a superfície da calda), contar 3 minutos. Retirar do lume, descartar o limão e a canela e verter em fio sobre as gemas e o ovo previamente desfeitos numa taça de metal, mexendo sempre. Coar para o tacho e levar ao lume até engrossar, cerca de 10/15 minutos, mexendo sempre para não ganhar grumos e sem deixar ferver. Colocar num frasco, deixar arrefecer, tapar bem e conservar no frigorífico se não usar de imediato.


*O cremor tártaro é um ácido em pó resultante da fabricação do vinho. Permite estabilizar as claras, impede a cristalização do açúcar e tem um leve poder levedante. Antigamente só se encontrava à venda nas farmácias, mas agora é fácil encontrá-lo nas lojas de artigos para bolos. Comprei o meu aqui.




25 comentários:

Miriam Ferreira disse...

É tão bonito!

Paula Moita disse...

Já algum tempo que ando tentada em experimentar este bolo! Provei uma vez e achei fantástico!
O teu ficou perfeito e é um regalo para os olhos...

Ana Rita disse...

E digo te que ia ao céu contigo e com esse bolinho!!!Está mesmo perfeito!
Bjoka
Rita

Ratolinha disse...

Realmente... tem uma textura diferente. Dá para ver bem. Deve ser uma delícia mesmo.
bjinhos

saborescomhistoria disse...

Ficou simplesmente lindo...
Boa semana.

risonha disse...

Realmente isto é o céu!!!
De verão uma cobertura de frutos vermelhos, ou de pêssego, ou de manga.... hummmmmmm
E agora no Inverno uma cobertura de chocolate, salpicada com avelãs....
Ai, ai.. que delícia!

Tertúlia da Susy disse...

Ficou mesmo angelical, adorei.
Bjs, Susana
http://tertuliadasusy.blogspot.pt/
https://www.facebook.com/Tertuliadasusy

iwantobakefree disse...

Bolo fantástico! A descrição está deliciosa e só apetece fazer! beijinhos

Filipa Lemos disse...

Se não estou em erro, fiz esse bolo (outra receita) no mesmo dia, na sexta, ia vendo pelo face. Nunca tinha feito e estava um pouco séptica, mas realmente é uma nuvem na boca! Todos adoraram. :)

Petiscos e Miminhos disse...

este bolo é um verdadeiro desafio mas tu e a tua rodolfa fazem uma bela equipa ;))

Os Babinhos disse...

O teu bolo é mesmo dos céus ate me babo.

Vou fazer e depois irei partilhar ja guardei a receita.

Bjs,

Susana
As Papinhas dos Babinhos

Cozinha em sarilhos disse...

Eu nem sei o que dizer!
Este bolo nunca me chamou a atenção, mas desde que abri este post que estou com água na boca!
Está realmente delicioso, com uma apresentação fantástica e a combinação com o doce de ovos é mais que perfeita :)

Ondina Maria disse...

Ficou muito bonito, gosto das cores. Quem sabe se um dia não me aventuro :p

Mafalda disse...

Que maravilha de bolo... está lindo de morrer e com esse doce de ovos por cima, meu Deus... quero uma fatia... JÁ.. hehehe

Vou ter que experimentar e muito brevemente

beijinhos
Mafalda
http://masterchefdealgibeira.blogspot.pt

Susana Machado disse...

Completamente convencida pelas tuas palavras.. já guardei a receita e tudo!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

panelasemdepressao disse...

Olá Teresa
Que curioso o resultado! Parece um bolo "descascado". Nem é isso, é mais um pão descascado! Olha, muito bonito e sem dúvida que com a cobertura que escolheste deves estar mesmo no céu. Eu estaria!
Um beijinho para ti e os teus.
Guida

Maria João Barbeitos disse...

Divino, de facto! :)

Eva Gonçalves disse...

Tão bonito!
http://aaventuraculinaria.blogspot.pt/

mycozy happyhome disse...

Que maravilha, obrigada por partilhar, deve ser realmente fabuloso. Hei-de experimentar.

Marmita disse...

Que maravilha de receita.. Rodolfa, adoro :) Gostei bastante da cor com que esse teu bolo ficou deve estar mesmo super leve. beijos

Sonia Alexandra disse...

Ai...ia-me dando um treco...MARAVILHOSO. Jápus na lista de espera.
Obrigado pela partilha.
Beijinho
Sónia
http://cozinhadasalexandra3.blogspot.pt/

Sonia Alexandra disse...

Ai...ia-me dando um treco...MARAVILHOSO. Jápus na lista de espera.
Obrigado pela partilha.
Beijinho
Sónia
http://cozinhadasalexandra3.blogspot.pt/

Lume Brando disse...

Obrigada a todas pelos simpáticos comentários. Acreditem que é mesmo uma delícia, este fds voltei a fazê-lo!
Filipa Lemos: isso é que foi coincidência ;)

Beijinhos
Teresa

Ana Teles | Telita disse...

Que bolo fantástico! Deve ter ficado tão saboroso.

Anónimo disse...

Bolo fantástico! Segui a receita mas o meu bolo não ficou com o aspecto de miolo de pão o que para mim foi uma desilusão pois foi isso que me levou a fazer esta receita. Terá sido defeito do forno ou da forma utilizada? Que tipo de forma costuma usar? O meu ficou amarelado. Obrigada sandra