ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



6.10.15

O segredo está na massa.





Em tom de brincadeira, às vezes digo que noutra encarnação devo ter sido minhota. Uma origem imaginária que concorre diretamente com a Toscana italiana. Do Minho sou fã da simpatia vaidosa das suas gentes, dos bordados, da filigrana, das romarias. De Itália, gosto sobretudo da comida e da língua, tão verbal como gestual. Pensando bem, a mão na anca de uma mulher do Minho e os dedos unidos virados para cima de uma nonna italiana, não são gestos assim tão diferentes.

Na paisagem estão as regiões empatadas, mas na comida, e por muito que goste de rojões e outras iguarias minhotas, Itália leva de facto a melhor. Dêem-me uma salada caprese e eu fico feliz; dêem-me um simples esparguete salteado em alho e azeite e eu fico satisfeita; dêem-me um affogato e eu já não peço mais nada.

E depois há os 1001 tipos de pasta, com nomes e formas tão incríveis como “sorprese lisce”, “treccine”, “risoni”, “lancette”, “bavette”, “garganelli”, e tantos outros. A variedade de formas que os italianos dão à massa é, aliás, uma grande arma de quem cozinha todos os dias para a família. Quando me surge aquela dúvida chata sobre o que fazer para o jantar, muitas vezes recorro a uma receita de sempre, mas mudo-lhe o tipo de massa. Sei que vai agradar sem parecer repetitivo.

Para o prato que se segue, não é preciso nenhum tipo de massa raro ou sofisticado: basta um humilde macarronete (ou pennoni rigate), e mais alguns ingredientes que é sempre bom ter na despensa.

Texto e receita publicados no jornal Observador em 13/05/2015.

















MACARRONETE COM TOMATE SECO E AZEITONAS

Para 2 pessoas

160 g de macarronete
75 g de azeitonas pretas descaroçadas
40 g de tomate seco (preferencialmente em azeite)
1 cebola
3 dentes de alho
Azeite qb
Óregãos secos qb
Salsa ou manjericão fresco qb
Sal e pimenta preta a gosto
Nozes qb (opcional)
Queijo parmesão ou grana padano para servir


Coza a massa seguindo as instruções da embalagem.
Enquanto isso, pique a cebola e os alhos.
Leve uma sertã ao lume com um fundo de azeite e cozinhe aí a cebola e os alhos picados até começaram a alourar.
Escorra o tomate seco, parta em pedacinhos e junte à sertã. Deixe a cebola e o alho ganharem alguma cor do tomate e junte as azeitonas.
Quando a massa estiver cozida, escorra-a reservando alguma água da cozedura.
Prove a mistura de tomate seco e azeitonas e retifique de sal, se achar necessário (o tomate e as azeitonas já têm sal) e tempere com um pouco de pimenta preta acabada de moer. Junte a massa a esta mistura, envolva bem e junte um pouco da água da cozedura. Junte as ervas frescas e envolva novamente.
Prove e retifique novamente os temperos se for necessário.
Coloque no prato de servir e salpique com algumas nozes picadas.
Sirva com o queijo parmesão, ou grana padano, ao lado.

Nota: se usar tomate seco sem estar em azeite, hidrate-o; antes de começar a cozinhar, coloque-o numa taça com um pouco de água e um fio de azeite (para amaciar); depois de juntar o tomate escorrido à sertã, pode adicionar também um pouco deste líquido para dar sabor.





8 comentários:

Su M disse...

Eu tenho origens minhotas, mas estou como tu... podem dar-me massa que fico feliz.
Um prato excelente e confortante :)
Beijinhos

Miranda disse...

A gastronomia italiana é a minha grande paixão, pelos ingredientes usados, pela combinação de aromas e sabores, pelas cores e apelo visual dos pratos. Um dia por brincadeira fiz daqueles testes online que me diziam que tipo de mãe era eu, e o resultado foi uma mãe italiana ahahahaahh! Apesar de sempre ter achado que numa reencarnação anterior fui irlandesa ou escocesa ou viking, a verdade é a que a comida italiana me corre no sangue!
http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

Sofia disse...

Massa com "coisas" é sempre uma aposta segura ;)

Carla Ramalho disse...

Uma receita simples e saborosa, óptima para os dias mais apressados.

gulosoqb.blogspot.pt

Filipa Silva disse...

Olá :)

Onde compra o tomate seco em azeite?
Obrigada.

Beijinho,
Filipa

Alho Francês disse...

Bem... estive a ver o blog, não conhecia e fiquei preso! optimas fotos, excelente relato. "folheei" pelas sobremesas todas mas esta receita fez me parar e salivar!!!
Que massa mais apetitosa! Vou começar a seguir!
Alho Francês - Blog Verde

Teresa Rebelo disse...

Obrigada Alho Francês ;)
Bem-vinda!
Beijinho
Teresa

Teresa Rebelo disse...

Filipa Silva: não dei conta que o seu comentário tinha ficado sem resposta! Encontra o tomate seco no supermercado do ECI, no Continente e no Jumbo, por exemplo ou em lojas gourmet. Eu gosto do desta marca: http://www.sacla.com/
Desculpe responder só agora! Beijinho
Teresa