ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



12.3.13

Fatias de Lisboa // Slices of Lisbon.




































Há coincidências felizes.

Poucos dias depois de ter aceite o convite do Entra Restaurante, recebi um convite da Margão para um workshop com o chef Rui Paula. Ia preparar-me para agradecer e responder que não seria possível estar presente, por ser em Lisboa, quando leio melhor e vejo que é no mesmo dia da experiência no Entra.
O Entra seria ao fim da tarde/noite, o workshop da Margão ao fim da manhã/almoço: perfeito, nem queria acreditar em tanta sorte!

Ambas as experiências foram fantásticas, sendo que do 'Entra Talento' já falei aqui e aqui.
O workshop da Margão teve lugar no Kiss the Cook, um espaço para ateliers de culinária muito giro situado na Lx Factory - uma antiga fábrica em Alcântara que agora acolhe imensas lojas e espaços trendy. Vale a pena visitar, nem que seja só pela Ler Devagar ou pelo absolutamente delicioso bolo de chocolate da Landeau.

A parceria do chef Rui Paula com a Margão (marca que pertence à norte-americana McCormick, responsável também pela marca Vahiné), foi no sentido de ajudar a identificar e a materializar as tendências de sabores para 2013. No workshop foram apresentadas cinco tendências fundamentais daquilo a que a Margão chama o "Sabor Global", a saber:  'Confecção Artesanal, 'Comer com gosto', 'Potencial Oculto', 'Sem desculpas' e 'Global à minha maneira'.

Carpaccio de polvo (com molho de ervas, molho pesto, folhas verdes e crocante de parmesão), Caril de gambas (com arroz de coco e chutney de maçã e passas), e uma tarte de maracujá (com gelado de chocolate branco e creme de manjericão) foram os pratos que o chef Rui Paula e os seus dois colaboradores trouxeram, e que se integravam, respectivamente, nas tendências 'Comer com gosto', 'Global à minha maneira' e 'Sem desculpas'.

Foram umas horas muito bem passadas na companhia do bem-disposto chef duriense e dos dois jovens elementos da sua equipa, dos responsáveis da McCormick, de algumas jornalistas e ainda da querida Laranjinha. No final, um almoço de comer e chorar por mais, uma vontade imensa de tentar replicar as receitas em casa (ainda que tenha a certeza de que nunca chegarei a atingir aquele nível) e muito produtos Margão e Vahiné para experimentar.

No dia seguinte, e depois de duas experiências tão absorventes e emocionantes, ainda deu para passear por Lisboa e ficar a conhecer espaços e lojas que ainda só conhecia de revista, do facebook ou de amigos me terem falado.
O almoço foi no Ramiro, a sobremesa foi na Santini, o lanche foi na Boulangerie by Stef...

Mas não posso terminar o post sem falar do sítio lindo onde ficámos a dormir (sim, fui muito bem acompanhada e esta acabou por ser também uma escapadinha romântica): a Casa das Janelas com Vista, no Bairro Alto. Confesso que foi uma promoção (e as fotografias que vimos) que nos levou até lá, mas não podíamos ter escolhido melhor. Atmosfera descontraída, decoração confortável que junta design contemporâneo com peças vintage e um serviço despretensioso mas cuidado, mesmo como nós gostamos. E a rematar a curta estadia, um pequeno-almoço muito simpático, que me inspirou a fazer o bolo que trago hoje.

Na bonita mesa de madeira da cozinha aberta para a sala, havia, entre outras coisas boas, um bolo com nozes que eu adorei e me deu energia para calcorrear a cidade nessa manhã.

Esta é a minha versão, com uma ajudinha da Hummingbird Bakery e dos produtos Margão/Vahiné.
Experimentem fazê-lo e sintam o cheirinho com que a casa fica assim que começa a ficar cozido, e que se intensifica e prolonga quando sai do forno...

//

Happy coincidences sometimes happen.

A few days after I've accepted the invitation from Entra Restaurante, I've received another invitation, this time from Margão (mainly a brand of spices and dried herbs) to attend a workshop with Rui Paula, a well-known Portuguese chef. I was going to say thank you but no, due to the location of the workshop (Lisbon), when I realized that it would be at the same day of Entra's challenge.
"Entra Talento" would be late in the afternoon/evening; the Margão workshop late in the morning/lunch: perfect! I'm a very lucky girl!

Both experiences were fantastic and I've already written here and here about Entra.
The Margão workshop took place in Kiss the Cook, a cool place for cooking lessons and culinary events, located in Lx Factory - an old factory in Alcântara district, which now houses many shops and trendy places. Well worth a visit, if only for the Ler Devagar bookshop or the absolutely delicious  Landeau chocolate cake.

The aim of chef Rui Paula partnership with Margão (a Portuguese brand of the American company McCormick, also responsible for Vahiné brand) was to identify and materialize the 2013 flavor trends. At the workshop, five key trends of what Margão calls the "Global Flavor"were presented, namely: 'Handmade', 'Eat with pleasure', 'Hidden Potential', 'No excuses' and 'My way of global'.

Octopus carpaccio (with herbs sauce, pesto, greens and crispy parmesan), prawns curry (with coconut rice and apple and raisins chutney), and passion fruit tart (with white chocolate ice cream and basil custard) were the dishes that chef Rui Paula and two young members of his staff brought to us, and which were integrated in 'Eat with pleasure', 'My way of Global' and 'No excuses' trends, respectively.

What a wonderful time spent in the company of this nice chef and the two elements from his team, the leaders of McCormick, some journalists and even the beloved Laranjinha. In the end, a lunch to eat and cry for more, an urge to replicate the recipes (although I'm sure I'll never be able to achieve that level) and a lot of Margão and Vahiné products to try at home.

The next day, after two absorbing and exciting experiences, I went for a big walk through the heart of Lisbon, in order to meet places and shops that I only new from magazines, facebook or friends.
The lunch was at Ramiro, the dessert at Santini, the afternoon snack at Boulangerie by Stef...

But I can not end this post without mentioning the beautiful place where we spent the night (yes, I took someone special with me and this also turned out to be a romantic getaway): Casa das Janelas com Vista, in Bairro Alto. I confess it was the low price found on an online sale (and the photos we saw) that took us there, but we could not have chosen better. Relaxed atmosphere, comfortable decor that combines contemporary design with vintage objects and an unpretentious but pleasant service, as we like.
And for a happy end of the short stay, we had a very nice breakfast, which inspired me to make the cake I bring today.

The beautiful wood table in the beautiful 'open to the living room' kitchen, presented, among other good things, a nut cake that I loved and which provided the energy I needed for wandering around the city that morning.

This is my version, with a little help from Hummingbird Bakery and some Margão/Vahiné products.
Bake it and feel the irresistible scent as it starts to get cooked, getting even more delightful when it come out of the oven...








































Bolo de nozes, maçã e passas
(a partir de uma receita daqui)

120 g manteiga sem sal amolecida
330 g de açúcar em pó (para a próxima vou cortar 40 g ao açúcar)
3 ovos (usei caseiros)
120 ml de leite
200 g de farinha sem fermento
1/2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1/2 colher de chá de sal
1/4 colher de chá de extracto de baunilha
1 maçã grande descascada e partida aos cubos
2 mãos cheias de passas (usei da Vahiné)
75 g de miolo de noz em pedaços grosseiros
1 colher de café de canela em pó (usei da Margão)

Pré-aquecer o forno nos 180º.
Com a batedeira eléctrica, bater bem a manteiga com o açúcar.
Juntar os ovos, um a um, continuando a bater.
Juntar o leite e o extracto de baunilha e bater mais um pouco em velocidade lenta.
Juntar a farinha, o bicarbonato de sódio e a canela, com a ajuda de uma espátula e, por fim, envolver os pedacinhos de maçã, as nozes e as passas, idealmente passados primeiro por farinha, para que se prendam à massa e não escorreguem para o fundo da forma (que foi o que me aconteceu por ter sido preguiçosa).
Levar a cozer cerca de 45 minutos numa forma de bolo inglês untada ou até estar bem dourado e um palito sair seco do seu interior.
Sabe melhor completamente arrefecido!

//

Apple, walnuts and raisins cake
(adapted from here)

120 g unsalted butter softened
330 g icing sugar (next time I'll use  40 g less of sugar)
3 eggs (I used 'home chicken' eggs)
120 ml milk
200g plain flour
1/2 teaspoon baking soda
1/2 teaspoon of salt
1/4 teaspoon vanilla extract
1 large apple, peeled and diced in cubes
2 handfuls of raisins (I used Vahiné)
75 g of walnuts, coarse pieces
1 'coffee spoon' ground cinnamon (I used Margão)

Preheat the oven to 180 º.
With an electric mixer, beat well butter and sugar.
Add the eggs, one at a time, continuing to beat.
Add milk and vanilla extract and beat in slow speed.
Add flour, baking soda and cinnamon with a spatula, and finally fold in the apple bites, nuts and raisins (ideally, these should be coated with flour in order to remain stucked to the batter and not slipping to the bottom of the cake mould, which was what happened to me for being lazy).
Let bake about 45 minutes in a greased 'loaf mould', or until nicely browned and a skewer comes out dry from inside the batter.
It tastes better when completely cool!


9 comentários:

pedra de sal disse...

Bem... Fiquei rendida as fotos... O bolo tem ingredientes que adoro por isso so pode ser maravilhoso! Tenho de o experimentar porque agora nao comsigo parar de pensar nele :-)

Patrícia Nascimento disse...

Adorei as fotos, as sugestões deliciosas e o bolo que tem um aspecto irresistível.

Bjinhoos

Babette disse...

Tecas:
Que maravilha de dias! E que sorte, realmente!!! Adorei ver pelos teus olhos estes sítios que não conheço, e das descrições que fizeste, tão ricas e vividas... A ementa do workshop devia ser fantástica!... Parabéns! tu mereces!!!
Babette

frango do campo disse...

ai.... a tua descrição e fotografias levou-me de volta a Lisboa :) obrigada por partilhares connosco esta aventura :) E finalizar o post com este bolinho hmm :) estou rendida! beijinhos

panelasemdepressao disse...

Olá Teresa
A materialização dos nossos sonhos é algo fascinante. E deve ter sido para ti fascinante cozinhar com o chef Rui Paula. Algo que provavelmente nem sonhavas! Fico muito feliz por te ver nessa direção. Parabéns!
Um abraço,
Guida
p.s. sábado talvez vá à "venda"

Margarida disse...

Este post respira Lisboa. Adorei tudo! beijinho

A Aprendiz da Avó disse...

Que receita deliciosa e que experiência fantástica!
O local também é muito bonito e como sempre ilustras bem toda a tua vivência!

Um beijinho da sempre fã

http://fabricocaseiro.blogspot.pt/2013/03/folares-celebrar-pascoa-2.html

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

Eu gosto tanto da minha cidade que nunca me canso de vê-la. Seja pelos meus olhos ou pelos de quem a descobre, é sempre uma viagem que nos traz aconchego e vontade de voltar.
E que bem aproveitaste tu estes dois dias! :)
Bjs

Helena disse...

Nada como um fim de semana intenso de vivências para nos inspirar :) O resultado só pode ser delicioso!
Há lugares retratados que conheço desde pequena, mas o Landeau e o Kiss the cook ainda não tive oportunidade. Na próxima viagem :)
Beijo