ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



21.7.15

Sweets for my sweet.

















Já aqui confessei a minha paixão por bolos.
Um bolo bonito enche uma mesa e não é preciso mais nada para transformar uma data com significado, num momento de partilha especial.
No post do Bolo de Oreo já tinha expresso o desejo de pôr em prática todas as receitas deste livro da Linda Lomelino. Todas talvez seja um exagero, mas os seus bolos são tão bonitos que por agora são esses que quero levar ao forno.

O provador-mor fez anos a semana passada e, depois de uma indecisão inicial entre as receitas de chocolate do livro (tinha de ser de chocolate, a pedido do aniversariante), a escolha recaiu sobre a sua versão do popular Black Forest Cake.

Apesar de não parecer, é um bolo leve. A receita pede cerejas em calda de rum, mas como eu não tinha (nem me lembrei de as colocar de molho), acabei por usar cerejas frescas, uma sugestão que é dada no próprio livro, mas sinceramente era o que mudava da próxima vez: não colocar cerejas no recheio. Este já leva ganache de chocolate e creme de natas e mascarpone e achei que as cerejas não acrescentaram grande coisa. Nesse caso, talvez já não se possa chamar Bolo Floresta Negra, mas vai ser igualmente um hit em qualquer festa.
















BOLO FLORESTA NEGRA
(ligeiramente adaptado do livro Lomelino's Cakes)

Para o bolo:
30 g de manteiga
1 + 1/4 de chávena de farinha sem fermento
6 colheres de sopa de cacau em pó
1 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de fermento em pó para bolos
1 pitada de sal
1 chávena de açúcar
2 ovos
2/3 de chávena de leite 1/2 gordo
6 colheres de sopa de água a ferver

Para o recheio de chocolate (ganache):
60 g de chocolate de culinária
1/4 de chávena de natas para bater

Para o recheio e cobertura de natas e mascarpone:
230 g de mascarpone
1 chávena de açúcar em pó
1+1/4 de chávena de natas para bater

Para a decoração de chocolate:
40 g de chocolate de culinária ou com 70% de cacau

Cerca de 250 g cerejas para rechear (opcional) e decorar

Chávena = 250 ml de capacidade


Pré-aqueça o forno nos 180º.

Unte com manteiga e polvilhe com farinha duas formas de 16 cm de diâmetro; forre com papel vegetal o fundo das formas e volte a untar/polvilhar (em alternativa, pode usar spray desmoldante).
Derreta a manteiga e deixe arrefecer.
Peneire para uma taça grande a farinha, o bicarbonato, o fermento e o cacau, e junte a pitada de sal.
Adicione o açúcar, a manteiga, os ovos, o leite e a água a ferver e misture tudo muito bem.
Divida pelas formas e leve a cozer durante cerca de 25 minutos ou até um palito sair apenas com algumas migalhas agarradas. Deixe arrefecer durante alguns minutos e desenforme, deixando arrefecer completamente.

Entretanto faça a ganache de chocolate: parta o chocolate para uma taça de vidro ou metal e coloque as natas ao lume num tachinho. Quando estas atingirem o ponto de fervura, verta-as sobre o chocolate. Espere uns minutos e misture muito bem com um  batedor de varas, até obter um creme liso e brilhante. Deixe arrefecer e ganhar alguma consistência.

Prepare o recheio e cobertura de mascarpone e natas: bata bem o açúcar em pó com o mascarpone. Com a batedeira elétrica, bata as natas até ficarem bem firmes e junte a estas, aos poucos, a mistura de mascarpone e açúcar.

Se desejar usar cerejas no recheio, descaroce-as e parta-as ao meio ou pique-as.

Monte e decore o bolo: parta cada bolo ao meio (no meu caso, um bolo ficou maior do que outro e acabei por cortar apenas este a meio, ficando com duas camadas de recheio e três de bolo; a receita original fala em quatro camadas de bolo e três de recheio).

Coloque um dos bolos ou uma das camadas de bolo no prato de servir. Espalhe uma camada de ganache, depois uma camada de mascarpone e natas e por fim as cerejas, se desejar. Coloque por cima outra camada de bolo e repita terminando com uma camada de bolo (com a parte mais perfeita virada para cima). Barre o bolo com uma camada fina do creme de mascarpone e natas, com a ajuda de uma espátula, e leve ao frigorífico cerca de 30 minutos. Entretanto derreta em banho-maria o chocolate para a decoração. Deixe arrefecer um pouco, mas não deixe endurecer. Retire o bolo do frio e acabe de barrá-lo com o creme de mascarpone e natas. Por fim, com a ajuda de uma colher pequena, espalhe o chocolate derretido pelo topo do bolo, deixando escorrer propositadamente de vez em quando. Termine decorando com cerejas frescas ou outros apontamentos ao seu gosto.



16 comentários:

Receitas da Belinha Gulosa disse...

Um bolo maravilhoso sem dúvida, muito mesmo, bjokitas

cozinha100segredos disse...

Que bolo lindo! Também adoro fazer bolos e estes fascinam-me imenso!

Paula Moita disse...

È tão bonito! Fica bem em qualquer mesa de festa!
Também aprecio a Linda! O trabalho dela é um regalo para os olhos e uma verdadeira inspiração... Mas, o teu bolinho não se fica atrás porque é simplesmente pecaminoso e inspirador.
um beijinho

Mary - Strawberrycandy disse...

O bolo tem tudo para ser maravilhoso,...e ficou lindo!
Que venham mais bolinhos desse livro fantástico!
Beijinhos,
Espero por ti em:
http://strawberrycandymoreira.blogspot.pt/
www.facebook.com/omeurefugioculinario

Aprendiz a chef disse...

Que aspecto divinal!! Uma belíssima receita...

http://deaprendizachef.blogspot.pt/

Daniela S. disse...

Esta lindo.
Ja vi muito bolo floresta negra mas nunca um tão bonito.

*

Miranda disse...

Não sou fã do Floresta Negra em termos de sabor, mas visualmente costumam ser um encanto. O teu está mais que um encanto, está uma obra prima, que bolo lindo!!
http://bloglairdutemps.blogspot.pt/

Susana Machado disse...

que lindo!!
Beijinhos,
http://sudelicia.blogspot.pt/

Ondina Maria disse...

adorava ver uma fatia, devia ser lindo!

Pitú disse...

Absolutamente fabuloso! Lindo***

Célio Cruz | Sweet Gula disse...

UAU! Cada bolo que fazes é uma obra de arte, Teresa e tu superas-te a cada receita. A Linda é realmente uma inspiração, mas olha que as tuas receitas não ficam nada atrás das dela. O teu bolo está TOP, lindo de morrer e de certeza que fez um sucesso. Eu não me importava [mesmo nada] de ter este como o bolo do meu aniversário. :)
Estás de Parabéns, bem como o aniversariante, claro.
Um beijinho.

Marmita disse...

Que lindo Teresa, és uma artista! Adorei aquele chocolate a escorrer e eu que nem de chocolate gosto! Muito bonito mesmo, um beijo

Ana Jesus disse...

olá, Teresa. :) uma pergunta: posso fazer a cobertura de mascarpone de véspera? quero fazer uma versão ligeiramente alterada - que basicamente será bolo de chocolate com recheio e cobertura de mascarpone, só. sei que os bolos podem ser feitos de véspera, até porque depois é mais fácil "trabalhá-los". mas com a cobertura também pode ser assim? posso guardá-la no frio e montar o bolo no dia seguinte?

(eu adorava fazer tudo no mesmo dia. mas é para um aniversário, e, com os horários de trabalho, não vou conseguir. :) )

Teresa Rebelo disse...

Olá Ana,
Só agora vi o seu comentário! Não sei se ainda vai a tempo...
Confesso que nunca fiz esta cobertura de véspera. Julgo que aguentará, se mantido no frigorífico, no entanto tenho algum receio relativamente às natas, pois esta cobertura leva também natas. Se for só de mascarpone, aguenta certamente.
Depois diga-me o que decididiu e como correu ;)
Um beijinho
Teresa

Ana Jesus disse...

vai a tempo, sim! é para um aniversário a 13 de outubro. :) pois, também pensei nisso... não sei se as natas não se "desmancharão". vou ver. depois dou notícias, sim!
obrigada! :) beijinho!

Ana Jesus disse...

Teresa,
cá estou eu com as notícias prometidas. fiz de véspera (e com natas e mascarpone). ontem ao fim da tarde, para cobrir esta manhã. not bad! talvez tivesse valido a pena dar nova "batidela" hoje, antes de cobrir o bolo, mas mesmo assim fiquei contente com o resultado.
beijinhos! e obrigada!