ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



18.5.09

Um livro, uma receita #4









O sétimo livro do Jamie é aquele que ele diz que deveria ter sido o primeiro. Tudo porque é uma espécie de curso de cozinha, onde ele transmite conhecimentos essenciais sobre ingredientes, compra de produtos e regras básicas de confecção, à semelhança do que ensina aos alunos do Fifteen no seu primeiro dia.
Como já disse aqui, recentemente comprei sementes de papoila. Depois de uma primeira experiência, salgada, estava ansiosa por incluí-las em algo doce. Ao folhear este livro, descobri exactamente o que precisava:

O bolo de limão "escorrido" da avó do Jamie*

115 g manteiga sem sal
115 g açúcar fino (caster sugar, usei açúcar amarelo)
4 ovos grandes
180 g de amêndoa ralada (não tinha, não usei e não senti falta nenhuma!)
30 g de sementes de papoila
Sumo e raspa de 2 limões
125 g de farinha com fermento, peneirada

Para o xarope de limão:
100 g de açúcar fino
90 g de sumo de limão

Para a cobertura de limão:
225 g de açúcar em pó
Sumo e raspa de 1 limão

Pré-aquecer o forno nos 180º. Untar uma forma e forrá-la com papel vegetal que também se unta (usei uma forma de silicone da Tupperware, sem papel mas muito bem untada com manteiga e polvilhada com farinha).
Com a batedeira eléctrica, bater a manteiga e o açúcar até ficar leve e fofo (na altura não tinha batedeira, usei um batedor de varas manual). Juntar os ovos um a um. Juntar a farinha, as amêndoas (saltei esta parte), as sementes, o sumo e a raspa dos limões. Verter para a forma e levar ao forno cerca de 40 minutos ou até um palito sair seco do interior. Deixar arrefecer.

Para fazer o xarope de limão, aquecer o açúcar com o sumo num tacho até o açúcar se dissolver. Enquanto o bolo está morno, fazer furinhos a toda a volta com um palito de cocktail e verter o xarope (eu saltei esta parte, como explico mais abaixo, mas o bolo ficou bom na mesma).

Para fazer a cobertura, peneire o açúcar em pó para uma taça, junte o sumo e a raspa de limão até ficar um creme macio. Quando o bolo estiver quase frio, passá-lo para o prato de servir e verter por cima a cobertura, fazendo com que escorra para os lados, dando-lhe aquele efeito "drizzle".

Servir assim ao lanche ou com uma bola de gelado à sobremesa. O meu foi comido à ceia, acompanhado de uma chávena de chá de cidreira de fresca. Mmmm... que bom!


*Este bolo, como acontece com quase tudo o que aqui registo, teve de ser feito a correr. No meio da pressa, saltei a parte "xarope de limão", cobrindo directamente o bolo com o creme de limão final. Só agora, ao escrever o post, é que dei conta. No entanto, ficou muito bom. E bonito. Fi-lo no sábado, mas como já vem sendo hábito, no dia seguinte soube-me ainda melhor.

4 comentários:

caosnacozinha disse...

Este livro é muito bom. Gosto dos livros do Oliver, mas deste em particular, por ter tantos básicos, como os cortes da carne ou os usos das ervas.
Este bolo já ficou a olhar para mim algumas vezes. Ainda não o fiz, nem sei bem porquê, já que gosto muito de bolos de limão - e este, da avó dele, tem ar de ser delicioso.

Beijinho *
Mariana

Teresa Rebelo disse...

Estava na dúvida se "nan" (o título do bolo é "My nan's lemon drizzle cake" significava avó ou ama. Ontem, no dicionário que tinha mais à mão, "nan" surgia como abreviatura de Nanny (ama). Mas depois de ler o comentário da Mariana fui consultar outros e de facto pode também significar "avó", numa linguagem "informal". Como o Jamie é muito "informal" e muito ligado à família, deve estar realmente a referir-se à avó e não à ama. Já alterei!

B. disse...

Trazer uma fatia para a amiga é que nada...

Marina disse...

Este fim de semana foi a minha vez de experimentar este bolo!
Tu saltáste o xarope e eu saltei o icing! lol
Mas acho que não se fica a perder nada!
Beijinhos.