ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



12.9.10

A minha cozinha e o queijo de cabra...



... são cada vez mais inseparáveis. Seja fresco ou curado, chèvre ou atabafado, há sempre queijo de cabra no meu frigorífico.
Gosto do seu sabor relativamente forte, que tão bem combina com vinagres adocicados, como o de framboesa ou de mel.
Bastam algumas ervas aromáticas e um pouco de queijo de cabra para fazer um folhado delicioso, para não falar das entradas que o casam com compota de frutos vermelhos, por exemplo.

Isto tudo para dizer que quando vi esta sugestão na revista Good Food de Setembro, concluí de imediato que não podia demorar a fazê-la. Assim, quando esta semana me ofereceram beringelas, foi fácil decidir a primeira coisa a fazer com elas: esta ratatouille no forno, que ficou muito boa, e que levou muito poucos ajustes em relação à receita original.

Nós comêmo-la como prato principal de uma refeição leve, acompanhada apenas de pão, mas poderia ter-lhe juntado esparguete ou outra pasta, para um prato mais substancial.



Ratatouille no forno com queijo de cabra
Para 2 como prato principal

1 beringela*
1 curgete
1/2 pimento vermelho
1 cebola roxa
1 colher de sopa de azeite
100 de queijo de cabra
(um que se funda relativamente bem é o ideal)
Sal e pimenta preta acabada de moer qb
6 colheres de sopa de tomate pelado em lata, aos pedaços
6 folhinhas de manjericão


Pré-aquecer o forno nos 200º.
Descascar a cebola, lavar e secar os legumes, e de seguida parti-los em pequenos pedaços idênticos para que assem por igual.
Espalhá-los numa assadeira, juntar o azeite, o sal e a pimenta, envolver bem e levar ao forno cerca de 20 ou 25 minutos.
Ao fim deste tempo, retirar do forno e juntar o tomate pelado, envolvendo-o bem nos restante legumes e espalhar as folhinhas de manjericão cortadas grosseiramente.
Levar ao forno mais 10 ou 15 minutos.


*A receita não falava em colocar a beringela, depois de arranjada e polvilhada com sal, a escorrer numa rede para retirar o seu travo amargo, como se vê referido em muitos casos; eu também não o fiz e achei que ficou óptimo. Só tive pena que o queijo não derretesse mais, como eu queria e a receita pedia: usei um queijo curado atabafado, que se manteve bastante firme durante toda a cozedura...

4 comentários:

Babette disse...

Que boa sugestão para estes dias de calor que persistem no mês de setembro!
um beijo
babette

Filipa disse...

Perfeito para dias longos....e noites ainda quentes em que não apetece comer muito mais! Obrigada pela visita e pelo comentário tão querido! :)

Xana disse...

O aspecto está delícioso :)...
Queijo de cabra tb adoro, mas comemos mesmo com pão em casa, nunca me deu para inventar com ele...
Gostei da ideia
beijo

gasparzinha disse...

O aspecto é delicioso e o sabor aposto que tb!
:)