ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



16.2.12

Framboesas para o meu pai.









































O meu pai fez 73 anos no domingo passado.

Olho para a idade que escrevi na frase de cima e parece-me impossível.
Acho que para os filhos os pais nunca envelhecem, sobretudo quando continuam a fazer tudo o que faziam há 20 ou 30 anos atrás.
O meu pai sai todos os dias cedíssimo para ir trabalhar e não chega a casa antes da hora de jantar.
Optimista inveterado, nunca guarda o sorriso nem as palavras amigas, nem mesmo quando está cansado ou o dia não correu bem.
Uma disponibilidade e uma generosidade infinitas, que inspiram diariamente a minha vida e, estou certa, a de todos os que o conhecem.

No seu almoço de aniversário, não podia faltar um bolo feito por mim.
A receita estava numa das últimas revistas do Expresso, o jornal que o meu pai compra religiosamente todos os fins-de-semana, mas que acaba por ser lido - e quantas vezes surripiado - pelos filhos e pelo genro...































Bolo amanteigado com natas e frutos silvestres
(Jamie Oliver - Revista do Expresso de 28 Janeiro 2012)

225 g de manteiga sem sal (usei com)
300 g de açúcar amarelo
225 g de farinha com fermento
4 ovos L
200 g de frutos silvestres (usei cerca de 300 g de framboesas)
Raspa e sumo de 1 limão
Sementes de 1 vagem de baunilha (não usei)
150 ml de natas
Açúcar em pó para polvilhar

Um acrescento meu: calda de laranja para regar o bolo

Pré-aquecer o forno nos 180º.
Untar e forrar com papel vegetal o fundo de uma forma com cerca de 20 cm de diâmetro.
Bater a manteiga com 225 g de açúcar até ficar uma mistura clara e cremosa.
Juntar os ovos, um a um. Adicionar a farinha (o Jamie aconselha a usar-se uma colher de metal).
Verter para a forma e levar a cozer cerca de 45 minutos (no meu forno demorou quase mais meia hora!).
Entretanto preparar a compota do recheio: levar ao lume 2/3 dos frutos com o restante açúcar, o sumo e a raspa de limão. Deixar levantar fervura, reduzir o lume e deixar cozinhar até engrossar ligeiramente (no meu caso levou cerca de 15 minutos, mas o Jamie fala em apenas 5).
Deixar arrefecer.
Bater as natas em chantilly (eu juntei uma colher de sopa de açúcar, porque não gosto muito de natas sem açúcar).
Partir o bolo ao meio, picar as duas metades com um palito e regar com sumo de laranja levado ao lume com um pouco de açúcar. Colocar uma das metades no prato de servir e espalhar por cima a compota, seguida das natas. Colocar a outra metade, dispor por cima as framboesas ou os frutos reservados e polvilhar com açúcar em pó.

Nota: façam o bolo com alguma antecedência, para que a compota se possa impregnar na massa: no dia seguinte estava ainda melhor.

18 comentários:

MissB disse...

Que bolo maravilhoso... adoro visitar o blog e encontrar receitas assim... que nos prendem a vista!
A combinação com os frutos vermelhos, as belas framboesas é perfeita!
Beijinhos

Verde disse...

O bolo ficou lindo!!!

disse...

Bom dia!!! que bela receita para se ler pela manhã! (Se nã se importa....já juntei ao meu caderninho...) Beijinhos.

frango do campo disse...

Um belo bolo para homenagear um pai. De certeza que se vai derreter :)
adoro framboesas :)

Luisa Alexandra ♥ disse...

Muitos Parabéns!
Curiosamente o meu Pai também fez anos no Domingo, dia 12 de Fevereiro!

life in paradise disse...

Olá Teresa!!
Que bolinho tão lindo, um encanto!
Às vezes também dou por mim a fazer contas à idade do meu pai, para nós filhos parece mesmo que os anos não passam, e é bom sinal!
Beijinhos

arroz doce disse...

Parece-me bem... uma delícia!
Ía eu fazer o dito, quando me apercebo que não menciona a quantidade de farinha. :)
Cá terei que aguardar a vontade para mais tarde.
Um bem haja pela partilha!

arroz doce disse...

Parece-me bem... uma delícia!
Ía eu fazer o dito, quando me apercebo que não menciona a quantidade de farinha. :)
Cá terei que aguardar a vontade para mais tarde.
Um bem haja pela partilha!

Lume Brando disse...

Ups! Tinha-me esquecido de colocar a farinha na lista de ingredientes. Já está!
Obrigada Arroz Doce :)
Teresa

Ana Rita disse...

Um bolo lindo para uma bonita idade e ainda melhor se for dedicado a quem gostamos!!!

Bjoka
Rita

Marmita disse...

Que bonito gesto o teu. Eu infelizmente já não tenho o meu por perto mas tb cheguei a fazer muitos docinhos para ele.. pois era guloso que se fartava. Adorei o teu bolo digno de um pai maravilhoso! um beijo

Babette disse...

Que descrição ternurenta de um pai... Muitos parabéns para ele!
um beijo
Babette

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

É tão bom poder mimar assim aqueles de quem gostamos. :)) Ficou lindo.

Ilídia disse...

Embora (muito) atrasados, os meus parabéns para o seu pai. O bolo está lindo. Beijo, Ilídia

Elisabete disse...

Um bolo maravilhoso para um pai fantástico! Parabéns!
Um beijinho,
Elisabete

Anónimo disse...

lindo, tem mesmo mt bom aspecto. fosse com morangos e era perfeito!!!

Maria João Clavel disse...

Muitos parabéns ao pai e avô. Que bolo lindo e maravilhoso, mesmo a meu gosto. Está com um aspecto divinal.

Beijinhos

Susana Gomes (Gasparzinha) disse...

Que lindo! Cozinhar é acarinhar e dá-nos um aconchego que sabe a tudo o que é bom nesta vida.
Bjs