ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



That's good to know.




Sempre que vou ao El Corte Inglés, estaciono no piso -2 porque, pelo menos em Gaia, este é o piso da tabacaria, ou seja, o piso das revistas...

É mais forte do que eu. Às vezes resisto. A maior parte das vezes, nem por isso.

Na passada sexta-feira, para além da Good Food de Setembro, trouxe um título que não conhecia: Good to know - Recipes.
Fui um bocado levada pelo preço, é certo: três euros e qualquer coisa por uma revista inglesa não é muito vulgar, mas as receitas, escrutinadas rapidamente, também influenciaram a compra.

Em termos gráficos e de linguagem, é bastante mais popular do que a Good Food, a Olive, ou a Jamie Magazine. Mas se a forma é menos apetitosa, o conteúdo pareceu-me bastante interessante.

No fim-de-semana, testei a primeira receita: estes muffins de chocolate e caramelo, que se revelaram deliciosos e muito fáceis de fazer.

O ideal, tal como sugerido na revista, é comê-los ainda mornos.
Se sobrarem ou tiverem de ser comidos mais tarde, basta irem uns segundos ao microondas para voltarem a ficar com a textura perfeita.

Muffins de chocolate e caramelo
(para 12*)

250 g de farinha com fermento
100 g de açúcar mascavado claro ou açúcar amarelo
40 g de cacau em pó
1 colher de sopa de fermento em pó
1 ovo inteiro
1 gema
150 ml de leite
5 colheres de sopa de óleo vegetal
1 colher de sopa de extracto de baunilha
(não usei)
1 lata de leite condensado cozido

Pré-aquecer o forno nos 190º e colocar as forminhas de papel numa forma de muffins.
Numa taça, misturar bem os secos - farinha, cacau, açúcar e fermento.
Noutra taça, juntar bem o ovo, a gema, o leite, o óleo e a baunilha.
Juntar a mistura dos líquidos aos secos e envolver bem, sem bater.
Por fim, adicionar às colheradas o leite condensado cozido e ir espalhando, sem chegar a mexer, para que o caramelo não se funda com a massa dos muffins, ou seja, a ideia é criar 'bolsas' de caramelo, perfeitamente diferenciadas do resto da massa.
Encher as forminhas de papel até 2/3, no máximo!
(quando escrevi o post, já estava com muito sono e escrevi 1/3 por lapso), com a mistura de chocolate e caramelo.
Levar ao forno durante cerca de 20 minutos. Saboreá-los ainda mornos.

*A receita diz para encher as formas quase até cima. Eu fiz isso e o resultado foi a massa transbordar enquanto crescia e terem ficado um bocado grandes de mais. Parece-me, por isso, que a receita dá para mais do que 12 muffins, mas isso também vai depender do tamanho das forminhas que utilizarem.
Acho que o crescimento em demasia também se pode dever à farinha com fermento + fermento. Acho que para a próxima ou uso farinha sem fermento + fermento ou só farinha com fermento.
Outra coisa que me intrigou foi o ovo inteiro mais 1 gema. Será que se pusermos 2 ovos inteiros ou apena 1 o resultado difere muito?
Para a próxima vou experimentar ainda usar duas forminhas de papel para cada muffin, logo de início, para que o padrão das pintinhas se note mais. Colocar os muffins noutra forminha de papel já depois de cozidos, não resulta lá muito bem...

Simples, mas com segredo.




Aos poucos, o lado positivo da rotina começa a sobrepor-se ao típico trauma pós-férias.
Coisas boas como esta salada também ajudam.
Acho que podia comê-la todos os dias.
À partida não parece ter segredos, uma salada de alface básica, com uns apontamentos de queijo e nozes, mas... há algo no tempero que para mim faz toda a diferença: vinagre de mel e alecrim. O meu é da Apiagro e foi-me oferecido pela minha querida colega P.
Já tinha ouvido falar em vinagre de mel, mas nunca tinha experimentado.
Agora estou completamente rendida, sobretudo quando se junta ao queijo de cabra e às nozes. Delicioso.

Salada de verdes com queijo de cabra, nozes e vinagre de mel

Alface
Rúcula
(costumo usar, mas desta vez não tinha)
Queijo fresco de cabra
Nozes
Azeite
Vinagre de mel
Flor de sal


Quanto às quantidades, bem, já sabem que faço (quase) tudo a olho...

Lavar a alface e a rúcula (esta normalmente compra-se em pacotes já pré-lavada, mas como não gosto do cheiro da rúcula ensacada costumo passá-la por água e assim também elimino os químicos, ou pelo menos parte deles, usados na desinfecção industrial).
Partir a alface aos pedaços e colocar numa taça. Juntar a rúcula, o queijo partido em pedacinhos e as nozes partidas grosseiramente (reservando algumas para polvilhar por cima antes de servir).
Temperar com azeite, vinagre de mel e flor de sal. Envolver bem e servir com as nozes reservadas por cima.

Regresso às fatias.




As férias já são apenas uma memória diluída.
Desta vez o regresso foi ainda mais voraz.
O tempo (e a vontade) para o blog teimam em não aparecer.
Encaro este post como uma terapia.
A ver se o lume, ainda que brando, torna os meus dias mais apetitosos.

Bolo salgado de queijo e ervas
(Blue Cooking nº40 Julho 2009)

180 g de farinha com fermento

80 g de queijo Emental ralado (usei 100 g de flamengo)
200 g de queijo feta aos cubinhos (usei 125 g Palhais original)
3 ovos
100 ml de leite
100 ml de azeite
1 chávena de ervas picadas (usei um pouco menos de manjericão e salsa)
Sal e pimenta qb (não usei pimenta e adicionei muito pouco sal, pois o queijo, nomeadamente o de cabra, já é bastante salgado)

Pré-aquecer o forno nos 180º.
Untar uma forma de bolo inglês e polvilhá-la com farinha.
Bater os ovos com o azeite e o leite.
Temperar com sal e pimenta a gosto e juntar a farinha aos poucos, envolvendo sem bater.
Adicionar os queijos e as ervas picadas.
Envolver bem e verter a mistura na forma.
Levar ao forno cerca de 40 minutos.
Espete um palito no centro para confirmar a cozedura: quando sair seco, está pronto.


Saboroso e muito prático para piqueniques e refeições de Verão. Permite várias combinações a partir dos ingredientes base: leite, azeite, ovos, queijo ralado e farinha. A Blue Cooking sugere ainda manjericão e tomate seco; salmão e aneto; azeitonas e bacon, mas a imaginação é o limite. O amarelo da massa deve-se aos ovos caseiros, que melhoram qualquer receita...