ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



Venham mais cinco.









No fim-de-semana passado a nossa sala voltou a vestir-se de festa.
Desta vez para celebrar os cinco anos do B.

Depois de várias hipóteses, o aniversariante acabou por escolher o tema dos Lego Ninjago mas, no final, foram praticamente só as cores a dar uniformidade à mesa. Isto porque fazer duas festas seguidas em casa - jantar no sábado para a família (entre adultos e crianças nunca somos menos de 30) e lanche para os amigos no domingo (fotos) não deixa muito tempo para detalhes criativos!

O bolo que tinha programado para o lanche dos amigos, era a cara de um boneco Ninjago.
Comprei as pastas, procurei inspiração na net mas, no sábado, o B. adormeceu antes de lhe cantarmos os parabéns. Então alguém me deu a ideia de não abrirmos o bolo e aproveitá-lo para o lanche do dia seguinte. E eu, que já me estava a ver sem grande energia para fazer uma noitada, aderi de imediato à sugestão, até porque havia outras coisas boas para sobremesa.

O benjamim da família é tão guloso e gostou tanto do primeiro bolo (ou melhor, do segundo, porque na sexta já tinha levado um bolo em forma de 5 para a escolinha), que nem questionou não ver um diferente no domingo.

Já tinha tropeçado várias vezes na net com este bolo decorado com kitkats e smarties e andava ansiosa por experimentar. O efeito ao vivo superou as minhas expectativas, ficou mesmo bonito.
Usei dose e meia desta receita, dividida por duas formas de 20 cm. Depois dos bolos arrefecidos e unidos pelo recheio de ganache de chocolate, usei a restante ganache para barrar e fazer de cola. O único contratempo foi ter de cortar as barras de KitKat, pois eram bastantes mais altas do que o bolo, e ver que muitas delas estavam partidas e não davam para aproveitar... Depois, foi só encher a "piscina" de smarties e terminar com o laço.

Em relação ao resto do lanche, o menu foi muito idêntico ao da festa do L.
De diferente, houve cake pops de chocolate, bolo de noz com doce de ovos (que tinha sobrado da véspera) e quadrados de bolo amanteigado com cobertura de chocolate e smarties. No final do lanche, para os adultos que foram ficando, servi este paté de forno, com tostas, que já não fazia há muito tempo, mas cujo sucesso é garantido.

E assim se riscaram do calendário de 2012 os aniversários das crianças cá de casa. O que não quer dizer que as festas e os bolos tenham ficado por aqui: vêm aí os aniversários dos sobrinhos...

Crianças + Páscoa + Ovos = Coelhos!



























(Para os mais apressados, que não lêem o texto todo: existe uma oferta
no final do post!)

A Páscoa está a chegar e há que pensar em como entreter os mais pequenos.
Pintura de ovos e caça de ovos no jardim costumam funcionar, mas e se este ano, depois de cozidos, os ovos virassem coelhos?
E como são fofos estes coelhinhos que saem quase por magia do molde da Eats Real!

A Eats Real é uma loja online dedicada a artigos para alimentação dos mais pequenos, focada no princípio de que a comida saudável pode e deve ser muito divertida.
Quando deram conta de que por aqui havia piratas pequenos, simpaticamente me fizeram chegar uma destas forminhas, disponíveis também noutros temas: urso, peixe, carro...

Confesso que a primeira vez que a experimentei, com um ovo L, tal como indicam as instruções, o coelho não saiu bem, mas à segunda e à terceira, já com ovos caseiros ligeiramente mais pequenos, os coelhinhos ficaram muito catitas. Tanto que até me deu pena comê-los, ainda que para os mais novos - e isso é que importa - parti-los ou desfazê-los é tanto ou mais emocionante do que vê-los a sair do molde.

Numa das vezes, o ovo serviu para enriquecer uma salada de legumes cozidos com uma espécie de topping de bacon estaladiço, que se pode ver numa das fotos.

Como seria de esperar, os meus rapazes acharam muita piada aos "coelhovos", ainda que o mais novo, mesmo assim, não se tenha rendido a este alimento nutricionalmente tão rico. Mas vêm aí as férias da Páscoa, por isso ainda não perdi a esperança. E se continuar a torcer o nariz ao ovo, posso sempre usar o molde para fazermos gelatina ou bolachas, que estes moldes dão para várias coisas.

Explorem o catálogo da Eats Real - tanta coisa cool! - e se no check-out da vossa encomenda inserirem o código LUMEBRANDO, terão direito a 10% de desconto!

Eats nice, isn't it?

Say cake!















































Os posts aqui no Lume Brando têm escasseado, porque por estes dias a cozinha tem estado dedicada a atender os desejos de pequenos aniversariantes gulosos.

Finalmente comecei a aventurar-me a modelar figuras em pasta de açúcar, e depois da estreia com o Super Mário, o Mickey e o Alien da Imaginext foram os desafios seguintes.

Esta semana volta a haver aniversário cá em casa mas o tema ainda não está decidido pelo rei da festa.

Um dia são dinossauros, no outro dia são os animais da selva ou os lego Ninjago. Só espero que não seja uma 'mixórdia de temáticas'...

Nota: mais bolos e mais fotos na página do LB no facebook.

Cupcakes de festa.








































Esta receita de queques não é nova. Está aqui.
Mas nunca os tinha fotografado com esta cobertura, de ganache de chocolate.

O bico pasteleiro faz magia e espero que o pequeno aniversariante para quem foram feitos, que adora smarties, tenha ficado tão satisfeito quanto eu.

Quem quiser seguir esta sugestão, só precisa de natas e chocolate de culinária na mesma proporção, um saco pasteleiro e uma boquilha frisada. Depois, é só derreter o chocolate partido em pedaços nas natas em ponto de fervura, misturar bem e reservar umas boas horas, até a consistência da ganache permitir fazer a decoração.
Simples, não?

Orange galore!
















































































A fartura de laranjas e tangerinas continua a ser uma realidade boa nesta cozinha.
Fazer sumo e comê-las ao natural não chega para escoá-las e como ainda não me aventurei nas compotas, vou usando-as em bolos e sobremesas.

Lembro-me de ter visto há uns tempos uns queques com um aspecto fenomenal, num blog americano, julgo eu, que me fizeram lembrar um bolo de ananás muito típico nas festas da minha infância, em que a forma era forrada com caramelo, depois eram dispostas rodelas de ananás em calda, a massa era vertida por cima da fruta e, quando se desenformava, tínhamos à nossa frente uma espécie de bolo 'tatin', escuro, brilhante, com uma textura densa e húmida.

Tentei reproduzir a ideia nestes queques, mas ainda que as fotos enganem, não me saí muito bem com o caramelo: deixei-o demasiado no ponto, pouco líquido, e foi difícil untar as forminhas por todo.
O resultado foi uma grande dificuldade em desenformar, sinceramente, nem sei como é que não se desfizeram todos!

Como só tinha 12 formas metálicas e sobrou-me massa, coloquei a restante noutra forma, maior, sem caramelo. E como era a massa do fim, ficou com mais concentração de pedacinhos de maçã, a outra fruta da receita.
Ambas as versões ficaram aprovadas, ainda que os queques tivessem uma ligeira crosta caramelizada a seu favor...

Queques 'tatin' de laranja ou tangerina
(massa adaptada daqui)

Para cerca de 16, dependendo do tamanho das formas

16 rodelas de laranjas pequenas ou tangerinas
1 maçã descascada e partida aos pedacinhos
2 ovos
100 g de açúcar amarelo
100 g de manteiga amolecida
100 g de farinha com fermento
80 ml de sumo laranja ou tangerina

Para o caramelo:
150 g de açúcar
2 colheres de sopa de água

Fazer o caramelo: levar ao lume médio/alto o açúcar e a água num tacho de fundo alto e deixar derreter até se formar um caramelo claro e relativamente líquido. Não cair na tentação de mexer durante o processo.
Com cuidado, usando luvas de cozinha, por exemplo, forrar as formas com o caramelo, certificando-se de que o caramelo banha toda a forma (o que não foi o meu caso!).
Pré-aquecer o forno nos 180º.
Descascar as laranjas ou as tangerinas e cortá-las em rodelas, colocando uma rodela na base de cada forma.
Numa taça, juntar todos os ingredientes da massa: ovos, farinha, açúcar, manteiga e o sumo. Misturar bem e dividir pelas formas. Levar ao forno cerca de 15 minutos ou até estarem bem douradas, com o caramelo a borbulhar e um palito sair seco do seu interior.
Se usar uma forma maior, conte com mais tempo de cozedura.
Deixar arrefecer um pouco e desenformar com cuidado: convém que o caramelo ainda esteja escorregadio, ou será mais complicado desenformar.

Nota: estes foram comidos à sobremesa acompanhados de gelado de nata.