ABOUT                       RECIPES                       LIFE                       INSTAGRAM                       FACEBOOK                       PINTEREST



20.4.09

Um livro, uma receita #1





Este livro vale por dois. Recebi-o duas vezes no mesmo aniversário. Como tinha de trocar um deles, teve de ser o que não recebeu as dedicatórias carinhosas da minha sobrinhada (sorry S., mas não te preocupes que eu troquei por outro livro de cozinha :-). Tem fotografias lindas de morrer, autêntico banco de imagens, e as receitas, pela descrição, são mesmo simples e fáceis de fazer, aparecendo divididas pelo tempo que demoram a confeccionar (10, 20 e 30 minutos). O livro apresenta ainda uma secção de 'pratos rápidos + acompanhamentos', uma de básicos (molho de tomate, massas de pão, de tarte, polmes, caldos, etc.) e um glossário. O único senão são alguns ingredientes menos comuns. Faz-me lembrar o livro da Mafalda Pinto Leite, ou melhor, o livro da Mafalda faz-me lembrar este uma vez que o dela é mais recente. Julgo, no entanto, que este "Cozinha rápida para saborear devagar" acaba por resultar melhor do que o "Cozinha para quem não tem tempo", que é algo massudo e não apresenta fotos para todas as receitas. Mas vamos à receita seleccionada, testada no último domingo à noite. Em minha casa ao domingo não se janta. Mas come-se. Algo simples mas reconfortante que nos ajude a esquecer por breves momentos o regresso à rotina no dia seguinte. No domingo de manhã, ao passar os olhos pelo livro, tinha dado com uma receita em que nunca tinha reparado antes: Ovos no forno. Pareceu-me perfeita para terminar o fim-de-semana. E assim foi. Para a próxima só tenho de deixar os ovos menos tempo no forno, para que a gema assuma toda a sua volúpia e se funda ainda mais com os espinafres, depois de furada com uma torrada estaladiça barrada com manteiga...


Ovos no forno

Espinafres
Ovos
Sal, pimenta preta, azeite e alho qb
Torradas com manteiga para acompanhar

Cozer os espinafres (eu salteei-os em azeite e alho e temperei-os com um pouco de sal. Como ganharam líquido, escorri-os e voltei a levá-los ao lume para apurarem). Forrar as taças com os espinafres, fazendo uma 'cama' no centro (para duas taças gastei uma embalagem inteira de espinafres já lavados). Temperar com sal e pimenta esmagada (não usei) e partir os ovos para dentro das taças. Levar ao forno pré-aquecido nos 180º, durante 12 a 16 minutos (aconselho a retirá-los mal a clara tenha coagulado). Servir com tostas quentes barradas com manteiga. Pode adicionar-se cogumelos salteados ou fatias de queijo Cheddar.

6 comentários:

Mafalda disse...

Era bom se houvesse dinheiro em Portugal para fazer livros fantasticos como os da Donna Hay...bem que queria.
O que tentei fazer foi dar às pessoas bastantes receitas. Poderia ter optado por fazer só 100receitas como os livros comuns de culinária, e assim poderia ter fotos para todas elas...
Bons Cozinhados!!

Teresa Rebelo disse...

Para a Mafalda (Pinto Leite): antes de mais, foi uma autêntica surpresa e uma verdadeira honra ver um comentário seu no meu blogue.
A primeira vez que ouvi falar da Mafalda foi na Blue Cooking, revista de que tenho dezenas de exemplares e que considero ter sido uma lufada de ar fresco no mercado das revistas de culinária,
na sua maioria feitas de imagens e layouts antiquados e vulgares, mesmo quando as receitas parecem apelativas. A partir daí fui lendo algumas entrevistas suas, ouvia-a na Prova Oral e até vi uns vídeos seus para a Destak TV. Foi com admiração (e com alguma inveja saudável, até), que tomei conhecimento do seu interessante percurso. Quando soube que ia lançar um livro, fiquei toda entusiasmada e não sosseguei enquanto não o tive (e como sempre me acontece com os livros de cozinha, não precisei de comprá-lo, uma alma generosa teve essa ideia primeiro e fez-me uma surpresa). A Mafalda tem contribuído para desmistificar a ideia de que os pratos que juntam estilo e sabor são um exclusivo dos restaurantes e dos chefes gourmet. Tem partilhado connosco ideias novas e simples, com um toque moderno e desempoeirado, acompanhando a nova tendência de regresso das pessoas à cozinha, não como uma obrigação mas como um prazer. Por tudo isto, confesso que as minhas expectativas em relação ao seu livro eram muito altas. Daí talvez ter ficado desiludida com alguns pormenores, como o facto de nem todas as receitas terem foto. Pessoalmente, preferia menos receitas mas todas elas documentadas em imagem. Talvez seja por defeito profissional, uma vez que trabalho em publicidade e apesar de ser redactora, não faço um anúncio 'all type' há muito tempo, mas de facto causou-me algum desconforto ler algumas receitas e não poder ver as respectivas fotografias. Para além disso, encontrei algumas gralhas (o meu livro é da primeira edição, por isso acredito que já as tenha corrigido). Em todo o caso, tenho a certeza de que vou recorrer ao seu livro várias vezes. Já experimentei várias receitas suas que saíram na Blue Cooking (nomeadamente uma de bolachas de Natal e uma de base para tartes salgadas) que correram lindamente. E isso é o mais importante. Eu vou continuar atenta aos seus projectos. Espero que a Mafalda continue a espreitar o meu :-)

Sónia Andreia disse...

Olá
Sou uma leiga nestas questões de culinária. Mas...a Mafalda é a Mafalda que esteve na Sic Mulher no programa da Adelaide de Sousa recentemente? Chamou-me a atenção a sua história. Esteve no Hawai a viver e aprendeu uma data de receitas com ingredientes diferentes, trabalhou com o Jamie Oliver em Londres, é vegetariana....Ah! acho que o tema do programa era sobre a alimentação dos mais novos. Adorei as dicas e achei-a muito simpática (e bonita). É realmente uma lufada de ar fresco no nosso panorama culinário nacional! Parabéns.

Sónia Andreia disse...

Olá
Sou uma leiga nestas questões de culinária. Mas...a Mafalda é a Mafalda que esteve na Sic Mulher no programa da Adelaide de Sousa recentemente? Chamou-me a atenção a sua história. Esteve no Hawai a viver e aprendeu uma data de receitas com ingredientes diferentes, trabalhou com o Jamie Oliver em Londres, é vegetariana....Ah! acho que o tema do programa era sobre a alimentação dos mais novos. Adorei as dicas e achei-a muito simpática (e bonita). É realmente uma lufada de ar fresco no nosso panorama culinário nacional! Parabéns.

Teresa Rebelo disse...

Sim :-)!

Anónimo disse...

Trabalhou com o Jamie Oliver ponto e vírgula, trabalhou PARA o Jamie Oliver. Não é bem a mesma coisa. Eu percebo que para se promover ela diga que trabalhou com ele, mas está a faltar um bocadinho à verdade... Eu sinceramente já vi umas quantas entrevistas dela e não consigo gostar lá muito dela. Uma portuguesa que foi nascida e criada em Portugal e que não consegue falar bem o português, que só fala bem inglês... depois acho-a super dondoca a falar e a cozinhar. Apetece vê-la despenteada, de avental e a sujar-se um bocadinho. lol Depois nota-se que ela imita bastante o Jamie Oliver..e não é muito pouco humilde pois andei a ver umas entrevistas e ela fala que aos 16 anos cozinhava muito melhor que qualquer restaurante o que acho uma parvoíce de comentário. Não simpatizo com ela mesmo.


Carla